100%

CNM apresenta panorama da contratação temporária e da terceirização nos Municípios

Um dos grandes desafios enfrentados pela administração pública municipal é a gestão de sua estrutura como forma de reduzir custos e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade dos serviços prestados. As transferências de responsabilidades e o descompasso entre encargos e recursos levam os gestores a buscarem alternativas que viabilizem esses objetivos. A contratação temporária e a terceirização presentes, respectivamente, em 85,9% e 69,5% dos Municípios, estão entre as ações adotadas pelos prefeitos. É o que aponta o mais recente estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) divulgado nesta segunda-feira, 7 de janeiro.

A pesquisa da entidade foi feita com 4.132 (74,2%) dos 5.568 Municípios do país. Desse universo, 3.548 gestores afirmaram que contrataram servidores em caráter temporário, enquanto 2.871 terceirizaram a prestação de serviços públicos municipais. O levantamento da CNM indica que o atendimento à necessidade por profissionais específicos está entre os principais objetivos que levam os gestores a contratarem temporariamente. Essa motivação teve a resposta de 3.123 prefeitos ou (88%) Municípios. O atendimento à necessidade de profissionais específicos e associado ao de demandas de calamidade pública foram lembrados por 294 gestores (8,3%) dos Municípios.

Nesse aspecto, o estudo da CNM destaca que os Municípios dos Estados de Minas Gerais (85,7%), Rio Grande do Sul (93,16%) e São Paulo (68,37%) são os que mais contratam temporariamente. Dos profissionais mais contratados em caráter temporário, o destaque do estudo é para os servidores da área da saúde (médicos, enfermeiros e dentistas) em 2.932 Municípios. Os servidores da educação aparecem em 2.926 Municípios, enquanto 1.734 Municípios disseram ter contratado temporariamente servidores do quadro socioassistencial. Demandas urgentes de mão de obra, dificuldades em fixação de profissionais e transitoriedade de programas federais foram algumas das razões para a contratação temporária.

Terceirizações
O levantamento da CNM indicou ainda que 1.971 gestores adotaram a terceirização dos serviços de conservação, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos. Outros 1.902 afirmaram que terceirizaram serviços de transportes, enquanto 1.227 Municípios disseram terceirizar também serviços de informática. Além disso, a manutenção de serviços como, por exemplo, prédios, equipamento e instalações foi lembrada por 711 cidades no levantamento da CNM.

Cidades dos Estados do Rio Grande do Sul (79,3%); de Santa Catarina (76,3%) e São Paulo (67%) estão entre as que mais terceirizam os serviços públicos. Entre as razões para a terceirização apontadas pelos gestores estão o limite de gastos com pessoal, ganho de eficiência decorrente da especialização e da capacidade de investimento tecnológico que a iniciativa privada oferece, bem como a redução dos gastos públicos. Confira aqui a íntegra do levantamento da CNM com os dados distribuídos por Estado.


Por: Allan Oliveira e Raquel Montalvão
Foto: EBC

Da Agência CNM de Notícias


Fonte: Portal CNM - Confederação Nacional de Municípios
Protocolos desta Publicação:Criado em: 08/01/2019 - 09:44:31 por: Roni dos Santos - Alterado em: 08/01/2019 - 09:44:31 por: Roni dos Santos

Notícias

CNM e parceiros lançam materiais para auxiliar gestores na implementação do Estatuto da Metrópole
CNM e parceiros lançam materiais para auxiliar gestores na implementação do Estatuto da Metrópole

 Reforçar o protagonismo dos Municípios na agenda metropolitana e o papel do Legislativo para a implementação das diretrizes do Estatuto da Metrópole é uma das ações exercidas pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). Nesse sentido, a entidade elaborou uma série de materiais que propõem estratégias de financiamento da política metropolitana, adequação dos planos diretores e a subsequente avaliação das novas legislações metropolitanas pelas assembleias estaduais. O...

Audiência na Câmara busca sugestões para projeto de segurança de barragens
Audiência na Câmara busca sugestões para projeto de segurança de barragens

Com foco nas barragens do Rio São Francisco, a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados realizou audiência pública com representantes de órgãos públicos federais para debater a segurança das estruturas. O evento ocorreu nesta quarta-feira, 15 de maio, e contou com a participação da Confederação Nacional de Municípios (CNM). Durante os debates, especialistas defenderam mudanças na legislação para minimizar riscos e danos inerentes....

Interiorização + Humana: ação de acolhimento da CNM ganha destaque em jornal da TV Globo
Interiorização + Humana: ação de acolhimento da CNM ganha destaque em jornal da TV Globo

“Aqui estou aprendendo muito. Tenho um grupo de companheiros excelente”. A afirmação foi feita pela colaboradora venezuelana da área internacional da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Marvelis Farias, sobre o trabalho realizado na entidade. Ela e Yuly Teran – que também atua na entidade, na área de Desenvolvimento Social – concederam entrevista ao jornal DFTV, da Rede Globo, e falaram das dificuldades enfrentadas na Venezuela. A reportagem foi veiculada nesta...

Municípios recebem segundo repasse do FPM na próxima segunda; confira os valores
Municípios recebem segundo repasse do FPM na próxima segunda; confira os valores

Pouco mais de R$ 620 milhões será o montante referente ao 2º decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) a ser dividido pelos 5.568 Entes locais. O crédito será realizado na próxima segunda-feira, 20 de maio, e já é levado em consideração o desconto de 20% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, sem o desconto do Fundeb, o montante chegará a R$ 775 milhões. A...

Cidade inteligente abre segundo dia do Programa Internacional de Cooperação Urbana
Cidade inteligente abre segundo dia do Programa Internacional de Cooperação Urbana

O início do segundo dia do Programa Internacional de Cooperação Urbana trouxe para o debate uma série de reflexões sobre as cidades inteligentes. O representante da Organização das Nações Unidas (ONU) Habitat, Daniel Montandon, iniciou a palestra explicando o conceito de smart cities. “Geralmente algumas ideias comuns estão relacionadas a cidades inteligentes. Associamos smart city ao fato da cidade lidar com a tecnologia da informação”, disse.Mas, de acordo com Daniel,...

CNM realiza Campanha Maio Amarelo com seus colaboradores e incentiva participação dos Municípios
CNM realiza Campanha Maio Amarelo com seus colaboradores e incentiva participação dos Municípios

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) é mais uma a somar esforços para chamar a atenção para o alto número de mortos e feridos no trânsito por meio de ações que fazem parte da campanha Maio Amarelo. A entidade tem promovido iniciativas que possam conscientizar colaboradores sobre a importância da direção segura. Dados do Ministério da Saúde apontam que somente em 2017 no Brasil foram 41.151 mortes em vias públicas, o que coloca o país na 5ª colocação entre as...

Troca de experiências marca oficinas sobre Nova Agenda Urbana e Cidades Inteligentes na CNM
Troca de experiências marca oficinas sobre Nova Agenda Urbana e Cidades Inteligentes na CNM

O workshop sobre a Nova Agenda Urbana e Cidades Inteligentes, do Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) da União Europeia, sediado na Confederação Nacional de Municípios (CNM), finalizou as atividades, nesta sexta-feira, 17 de maio, com debate sobre financiamento de cidades inteligentes e dinâmica em grupo. Durante dois dias, foram desenvolvidas oficinas de formação com o objetivo de compartilhar estratégias e boas práticas em desenvolvimento urbano sustentável. De...

Boas práticas municipais ganham destaque em workshop internacional
Boas práticas municipais ganham destaque em workshop internacional

Finalizada a abertura, o primeiro debate ganhou significado especial com o relato de boas práticas e políticas exitosas de gestores municipais brasileiros. O painel Introdução à Nova Agenda Urbana, ODS 11 e Cooperação Internacional do Programa Internacional de Cooperação Urbana contou com a participação de prefeitos e vice-prefeitos e com apresentação da represente da ONU-Habitat Rayane Ferreti. Ela falou sobre a Nova Agenda Urbana (NAU) e o Objetivo de Desenvolvimento...

Com destaque para ações locais, programa Internacional de Cooperação Urbana ocorre na CNM
Com destaque para ações locais, programa Internacional de Cooperação Urbana ocorre na CNM

\\\"Nosso objetivo é oportunizar que os gestores locais aprendam uns com os outros, que compartilhem ideias, soluções e parcerias e se engajem para trabalhar pela implementação da Nova Agenda Urbana\\\". Com essa afirmação e com orientações gerais, o consultor internacional da Confederação Nacional de Municípios (CNM) Augusto Mathias iniciou as atividades do Programa Internacional de Cooperação Urbana, na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM). Os Municípios...

Senador Wellington Fagundes apresenta proposta de municipalização do ITR
Senador Wellington Fagundes apresenta proposta de municipalização do ITR

O senador Wellington Fagundes (PR/MT) apresentou nesta quarta-feira, 15 de maio, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 74/2019. O texto – que altera os artigos 153 e 156 da Constituição Federal – determina que passa a ser de competência municipal instituir Imposto sobre Propriedade Territorial Rural (ITR). A Confederação Nacional de Municípios – que trabalhou na construção do texto – destaca a articulação do senador e a importância do avanço. A proposta foi um dos...

Atenção ao contrato de consórcios e estatutos é destaque na Roda de Conhecimento
Atenção ao contrato de consórcios e estatutos é destaque na Roda de Conhecimento

A Roda de Conhecimento desta quinta-feira, 16 de maio, trouxe mais um tema importante para a gestão municipal: contrato de consórcios e estatutos. Na oportunidade, a consultora da área na Confederação Nacional de Municípios (CNM), Joanni Henrichs, iniciou a temática reforçando o passo a passo inicial que os integrantes de consórcio devem fazer. “Para se constituir, o Consórcio se inicia com protocolo de intenções, quando os Entes interessados se reúnem, assinam o protocolo e...